sobre collage: "Este fascínio a que aludimos (sua fascinação e sua erótica) decorre da função simbólica da imagem (como linguagem da experiência vivenciada mesmo) e que revista, subvertida, revolucionada na sua forma poética/plástica, readquire o sensível". Sérgio Lima, 1984

21.8.14

Dom Quixote 'encantando o acorde...'

colagem coletiva

Dom Quixote
"
A liberdade, Sancho, não é um pedaço de pão."


um dragão
ou seria um gigante? De certo um monstro que Dom Quixote está disposto a enfrentar.

Abaixo aos que sobrevivem morrendo de tédio,
abaixo aos pássaros e aos insetos que se esquecem que tem asas!



Rocinante
White Poney, o cavalo das colagens, interpreta o alazão pileca,
que acompanha as andanças de Dom Quixote.


Dulcinéia
LSD - Linda e Suave Dulcinéia





Sancho Pança
Todos nós, criadores na tal tarde, com fome e disposição
para contrastar os sonhos com a realidade.



Essa colagem rolou num canto bem frequentado no quintal da Faculdade, no bairro dos Pimentas/Guarulhos, em época de greve estudantil, tempo de chuva, meio de primavera, e tantas outras inquietações e encantamentos... veja os outros recortes a seguir, clique nas imagens para melhor visualização.




Nelson / Bruno / Danila















27.10.10

AzulVermelho - Colagem na casa da Ju



AzulVermelho






graffits


Desconstruindo mais um cartaz.. desta vez na casa da Juliana Araújo, amiga e grande artista... A colagem rolou enquanto a galera graffitava... mais imagens em: www.facebook.com/#!/profile.php?id=1526665567

3.10.10

Parale-lepípedo



Resolvi postar novamente essa.

13.8.10

colagem no rockbar

ROCK NO BAR - por ALINE FONSECA

Mais um dia de colagens com o grande amigo Nelson Caracortada.
É tempo de pensar no futuro dessas nossas saídas, hora para projetar coisas num bar, hora para colar coisas por aí, se embreagar com tantas amizades inesqueciveis e inconstantes. Pensando nisso, fizemos uma colagem no próprio bar, e iniciamos uma nova fase, um novo semestre...

God Save the Queen
GOD SAVE THE QUEEN - por NELSON CARACORTADA

Reafirmo a minha frase "A collage é a arte que dá uma nova chance para a imagem criada na consciência humana, a chance de ser luz de reflexão, grito de protesto ou suspiro do inconsciente." dizendo também que essas CHANCES podem surgir a qualquer momento...






5.8.10

Série: Lambe










Lambe-lambe's são posters, cartazes... também conhecidos como bomber's colados em espaços públicos...


Gostou???? Agora lambe!


A série toda está em exposição efêmera no SugarCane RockBar em Guarulhos.

30.4.10

Opostos



*White Poney é o nome deste cavalo sem forma e cor definida, que carrega uma função mágica e óbvia dentro da história de um casal, há mais de seis anos.

25.4.10

11.1.10

dita

5.1.10

alline e outras amizades



Desde que comecei a fazer colagens a inspiração nas minhas amizades foram grandes... sinto saudades das composições que fiz e presenteei, assim como sinto saudades de algumas conversas, abraços, sinceridades, histórinhas que só amig@s contam... graças a vida tenho tantos outr@s amig@s... mas ninguém substitui ninguém!

26.12.09

EM2009



essa colagem também está na 1ª revita MeuA4

MeuA4

Estou participando da 1ª edição da revista MeuA4 idealizada e organizada pelo grande artista e amigo Rodrigo Acosta aqui de São Paulo.

O projeto surgiu a partir da vontade e necessidade de pessoas envolvidas com arte e cultura, expressarem seus sentimentos sobre determinados temas utilizando e experimentando diferentes técnicas como textos, imagens, fotografias, pinturas e o que mais quiser se expressar, tudo isso dentro de uma simples folha A4.
Desenhos, Pinturas, Colagens, Fotografias, Artes Digitais, Poesias, Poemas e muito mais...

A primeira revista está disponível para download no blog do projeto: meua4.blogspot.com

Organizada de maneira muito bacana, apresenta artistas envolvidos através de suas obras feitas segundo o tema IDENTIDADE.

A seguir uma das minhas obras, na revista, que recebeu o título: Identidade



essa colagem feita com cópias da minha própria cédula de identidade é a primeira página do meu livro de memórias, criado na oficina "O fio da memória" com a coordenação de Teresa Berlink.

Meus agradecimentos ao Rodrigo pelo convite para participar do projeto!

e um grande Abraço a Teresa, nunca me esqueço, a oficina foi fascinante.

20.12.09

O estudo de colagem da artista plástica Aline Fonseca e suas intervenções urbanas



Com tanta alegria quanto a ultima postagem feita, apresento aqui o Banner produzido por
Carol Fabiola Ybañez Leiva, que cursa Comunicação Social, na UnG, mesma Faculdade em que fiz a graduação.

A Carol conheceu meu trabalho através da indicação do meu amigo e professor Alexandre G. Vilas Boas. Ela entrou em contato comigo e através de entrevistas via e-mail e consultas neste blog e na bibliografia a seguir, escreveu o artigo:


O ESTUDO DE COLAGEM DA ARTISTA PLASTICA ALINE FONSECA E SUAS INTERVENÇÕES URBANAS


DE MAIS, Domenico.A Sociedade pós-industrial. Editora Senac, São Paulo,2003

THOMPSON, John. A mídia e a modernidade: Uma teoria social da mídia. Ed Vozes, Petrópolis,2002

Hall, Stuart. A indentidade cultural na pós- modernidade.Trad.Tomas Tadeu da Silvia e Guuarciara Lopes Louro. DP&A, Rio de Janeiro,2002

LIMA, Sergio Cláudio de Franceschi. Collage: em nova superfície. São Paulo:Parma,1984.

BARBOSA, Ana Mãe.Recorte e Colagem: influencias de john dewey no ensino da arte no Brasil.2 ed.São Paulo:Cortez,1989.


Meus agradecimentos a Carol!
para ter acesso ao artigo entrem em contato com ela: carol_ybanez@hotmail.com

9.11.09

Collage: a colagem surrealista



Galera! com muita felicidade faço essa postagem, atentem para o link: http://revistas.ung.br/index.php/educacao/article/view/462/532 onde você encontra na íntegra o artigo de TCC produzido por mim, na revista virtual da UnG, onde fiz a graduação em Educação Artística.
Colar me faz bem!

todos esses trabalhos são feitos com recortes de revistas
que precisavam de uma nova chance.

todas essas imagens foram revistas das revistas e revisitadas algumas vezes até virem para cá.

todas as composições foram em nome de algum impulso e incontrolavelmente precisaram ser produzidas!

tudo, todos e todas esperam para serem vistos e revistos por seu olhar... Olhe, veja!

Aline Fonseca